Apresenta


MENSAGEM AOS QUE NÃO TÊM MÃE

Yêda Schmaltz

 

 

                    Neste DIA DAS MÃES, quero levar o meu consolo a todos aqueles que não têm mais as suas mães. E quero dizer-lhes que ninguém melhor do que eu para fazer isto, compreendendo muito profundamente o que é não ter mãe e passar este dia lembrando, pensando nela. Perdi a minha mãe quando tinha sete anos de idade e o que eu fui depois disto, foi não ter tido a minha mãe; acho mesmo que me transformei em poeta, desde criança, também por causa desta minha orfandade prematura. Eu fui uma criança sem o amor de mãe e isto é uma coisa inenarrável.

                    Lembro-me que em todos os DIAS DAS MÃES eu chorava muito. Chorava porque não tinha a minha mãe a me amar, cuidar e defender. Por não ter tido mãe, fui alvo de maus tratos, fiquei meio que sem nunca ter um lar, morando hora com um parente, hora com outro e o resultado foi uma pessoa muito carente-afetiva, introspectiva, fechada no seu mundo interior: esta poeta que lhes fala, somente para consolá-los, para que vocês vejam que não são os únicos e que não estão sozinhos nesta enorme dor deste dia e deste momento.

                    Ai, que vontade que eu sempre tive, no Dia das Mães, de comprar um presente para dar para a minha mãe, mas a única coisa que fiz no Dia das Mães, foi ir ao cemitério! Droga de vida. Eu tenho certeza de que, se algum de vocês perderam a sua mãe ainda criança, devem ter passado por essas experiências terrivelmente marcantes pelas quais passei e, neste momento, meus olhos se enchem de lágrimas por nós todos, os órfãos de mãe.

                    Sabem, eu sempre pensava assim: as pessoas criam os dias de celebração, mas os resultados desses dias são precários, pois no Natal há tanta gente sem Papai Noel; no Dia das Mães, tanta gente sem mãe para sofrer...No entanto, percebo que tudo é experiência e aprendizado e que todo esse, (ou este) sofrimento que tive na vida fez de mim uma pessoa mais doce, uma pessoa melhor.

                    Houve, no entanto, colegas órfãos de mãe, um momento marcante na minha vida que transformou completamente o "sofrimento-de-dia-das-mães": foi quando fui mãe! Depois que me transformei em mãe também, parece que tudo amainou um pouco e ficou mais serena a falta da minha Lourdinha (minha mãe se chamava Maria de Lourdes e morreu com 27 anos de idade), mais serena mas doída, indelével. Depois disto, fiquei muito ocupada em preparar almoços e encontros com meus filhos nos dias das mães e não sobrava muito tempo para chorar por saudade da minha mãe...

                    Gostaria que todos aprendessem a perceber a presença de suas mães nas coisas belas e boas da vida, porque eu tenho certeza absoluta de que a minha mãe está e sempre esteve ao meu lado em todos os momentos! A minha mãe é o sol, a minha mãe é o mar, a lua; a minha mãe são essas flores, esses pássaros...A minha mãe fica sempre em torno de mim, como essas borboletas, me chamando de flor. E a minha mãe tem o gosto do chocolate!

                    Experiência, doçura, maturidade e mansidão: tenham a certeza de que vão chegar a tudo isto com o tempo, meus irmãos órfãos de mãe, e vão conseguir, como eu, abstrair-se do "eu", ignorar o sentimento próprio e serem capazes de fazer, assim como fiz para o querido amigo Águia Real, um pacote de cartões e mensagens de amor, para que os filhos e filhas enviem para as suas mães. Talvez, de certa forma, eu esteja me compensando, adotando todas as mães também para mim...

                    Há um dia em que todos nós podemos, e devemos, ficar preenchidos com sentimentos belos e bons, sentimentos de Grandeza, Amor, e da mais pura Poesia: o DIA DAS MÃES é apropriado para isto! Transformamo-nos então, nós próprios num ser amável e de doação, numa GRANDE MÃE, distribuindo afeto e carinho para todos.

 

®Arte e Texto: Yêda Schmaltz ®
Formatado sobre reprodução publicada no livro A linguagem do amor, Melhoramentos.
Midi: Lupicínio Rodrigues - Felicidade.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

 


 

 

Olá... se você gostou dessa mensagem...
pode remetê-la para alguém muito especial...
clique na almofada...











Desde 10.09.2001,
a sua é a visita número


.

Página melhor visualizada com Internet Explorer 4.0 ou superior - 1024x768
Copyright© Águia Real - Todos os direitos reservados -
Política de Privacidade